17 de junho de 2013

Não sei o que está acontecendo, mas é uma delícia essa experimentação toda. Hoje fomos às ruas, quem sabe o que vai ser o amanhã? Nunca tinha sentido tamanha energia – mesmo em outras manifestações. Lindo. Ver o reflexo dos milhares nos prédios espelhados da Faria Lima foi emocionante. Lindo demais. Sem bombas, sem balas, sem gás. Foi pacífico, agregador, solidário. Espero que essa seja a primeira vez de muitas, primeira vez que mude a cultura do brasileiro de se acomodar diante das adversidades. Não sei o que adiantará sair do sofá e ir para às ruas… talvez seja um mecanismo de pressão visual, pelo menos um ’empurrão’. Mas isso só não basta. Tem que continuar em cima, fiscalizar, exigir. Educar, aprender a resolver os problemas também.

17 de junho de 2013 vai entrar para a história, e estou muito feliz de ter escrito um pouco dela.